Salto Grande: duas datas para um Centenário (2)

– continua o historico comemorando o Centenário –

No dia 14/10 de 2007 as Comunidades paroquiais de Ibirarema e Salto Grande realizamos uma ROMARIA de AÇÂO de GRAÇAS, pelos 95 anos da criação da paróquia Nossa Senhora do Patrocínio, até a CATEDRAL de BOTUCATU.  http://pegiobruno.wordpress.com/2007/09/23/outubro-missionario/ 

Participaram 100 pessoas: 50 de IBIRAREMA acompanhadas pelo pe. Osmar e 50 de Salto Grande.. A Comunidade da Catedral de Botucatu nos acolheu muito calorosamente na pessoa do Pe. Emerson e Pe. Marins o qual presidiu a Concelebração. Após a Missa descemos na cripta onde fizemos uma oração perto do tumulo de Dom Lucio Antunes de Souza, primeiro Bispo de Botucatu (1863 – 1923) o qual no dia 06/09/1912 criou nossa paroquia.

ARQUIDIOCESE de Botucatu  http://www.catedraldebotucatu.org.br/interna.php?area=historico

Biografia de Dom Lucio  (Mauricio de Aquino http://www.abhr.org.br/wp-content/uploads/2008/12/aquino-mauricio-de.pdf )

DOM LÚCIO ANTUNES DE SOUZA – 1º BISPO de Botucatu

Nasceu em Minas Gerais (Lençóis do Rio Verde) aos 13 de abril de 1863. Ordenado Sacerdote em 31 de maio de 1890. Sagrado Bispo em 15 de novembro de 1908, pelo Cardeal Joaquim Arcoverde Cavalcanti. Seu lema: “ Non ministrari sed ministrare” (não ser servido, mas servir). Assumiu o Bispado de Botucatu no dia 20 de fevereiro de 1909, no meio das mais efusivas demonstrações de carinho e apreço por parte da população, tendo chegado a Botucatu de trem e, recepcionado na Estação da Estrada de Ferro. Conta-se que Dom Lúcio teria visto apenas as fotos da velha Matriz, e que, quando entrou na mesma disse desapontado a Frei Modesto: “É esta a Catedral?”. Padre Ferrari tendo ouvido a pergunta do Bispo, logo pensou no que diria quando visse aquele chalé, que era a sua casa, transformado em Palácio. Disse imediatamente a Dom Lúcio: “Vossa Excelência, trabalhador como é, com seu belo tino administrativo, vai organizar uma diocese que terá o patrimônio mais rico em pouco tempo.”

O SEMINÁRIO. Uma das primeiras preocupações de Dom Lúcio foi a construção do Seminário Diocesano. No dia 26 de julho de 1909, Dom Lúcio lança a pedra fundamental do novo Seminário, o atual Colégio La Salle. Depois de dois anos, no dia 25 de março de 1911, foi solenemente inaugurado o novo Seminário Diocesano de Botucatu. O primeiro Reitor foi o Mons. Paschoal Ferrari. Em visita a Roma, procura, no dia 02 de julho de 1913, o Papa Pio X em seu  gabinete de trabalho e, de joelhos e chorando, pede ao Santo Padre que intercedesse por ele junto ao superior geral dos Lazaristas, que lhe mandasse alguns padres para cuidar do Seminário de Botucatu. “…o velho Pontífice, todo ele mansidão e bondade, levanta o ilustre Bispo de tão longes terras, fá-lo sentar-se e escreve a carta ao superior geral dos Lazaristas…” Imaginem a surpresa que não terá causado ao superior quando fez a leitura de tal pedido que para ele era uma ordem. Foi designado para Reitor do Seminário o Pe. Izidoro Monteiro, moralista insigne, ex-reitor dos seminários do Rio Comprido, no Rio de Janeiro e de Santa Maria, na Bahia.

OS FRADES CAPUCHINHOS. Sua preocupação não foi a fundação do Seminário,pois demoraria para que dele saíssem novos padres. Tratou mais do que depressa atrair missionários que o auxiliassem nas paróquias desprovidas de padres e no trabalho pastoral da Diocese. Convidou os Frades Capuchinhos e lhes ofereceu a antiga Matriz de Botucatu, que desde 1987 passou a ser denominada São Benedito. Eles aqui chegaram do dia 12 de abril de 1909.Depois foi adquirida a quadra onde hoje funciona o santuário Nossa Senhora de Lourdes. A Igreja foi construída com o auxílio do Dr. José Cardoso de Almeida e inaugurada no ano de 1918. A vinda dos Capuchinhos foi a salvação para Dom Lúcio, pois além de ajudarem nas paróquias sem padres, também auxiliavam no trabalho pastoral, pois acompanhavam o Bispo nas suas viagens pastorais. Frei Modesto e Frei Daniel foram os braços direitos de Dom Lúcio.

AS IRMÃS MARCELINAS: Convidou as Irmãs Marcelinas para cuidarem da formação intelectual das moças de Botucatu e região. Aqui chegaram no ano de 1912  e fixaram a primeira residência no Brasil, fundando o Colégio dos Anjos.

CONTRUÇÃO DO PALÁCIO EPISCOPAL Atual Seminário. A construção começou em 1915. Inauguração em 13 de junho de 1917. Dom Lucio faleceu aos sessenta anos, no dia 19 de outubro de 1923, às 14:15 horas no Palácio Episcopal. Está sepultado na cripta da Catedral de Botucatu.

A Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio – Salto Grande – SP

O Bispo de São Paulo Dom Lino Deodato Rodrigues de Carvalho (nasc.23/09/1826,morreu 19/08/1894) https://catequesesaltogrande.wordpress.com/2011/07/23/conselho-paroquial-pastoral-abertura-do-centenario-e-festejos-da-padroeira/

em 1891 tinha dado encargo ao pároco de São Pedro do Turvo o padre Miguel Piemonte de cuidar também da capela de Salto Grande do Paranapanema. Primeiro casamento e batizado aconteceram em 1894.

Criada a Diocese de Botucatu em 1908, foi o padre Dionísio Perini, 13* pároco de São Pedro do Turvo, que acompanhou a construção da igreja Matriz de Salto Grande (5/12/1910 benção da primeira pedra) e a benção do Cemitério novo. Em 1912 ao 6 de setembro, tive alegria de assistir a criação da Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio pelo Bispo de Botucatu: Dom Lucio Antunes de Souza, e acompanhar o primeiro pároco na pessoa do padre José Maria Pereira Marinho.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s