Padre João de Carvalho visitando sua terrinha

O Pe. João Carvalho visitou dia atras Salto Grande  encontrando com muita alegria  a comunidade e conhecendo o novo pároco pe. Alex. Dia 2 de fevereiro de 2014 Pe. João estará completando 70 anos de profissão religiosa, se Deus quiser. Aproveitamos para lembrar os dados biográficos do  Pe. João reproducendo o texto publicado em 2010.

O Padre Redentorista João Ribeiro de Carvalho, que atua na Igreja de Santa Cruz, em Araraquara recebeu o título de cidadão araraquense em 2010, em solenidade ocorrida na Igreja de Santa Cruz, logo após à missa das 9 horas. A propositura foi de autoria do Vereador Elias Chediek (PMDB).

Pe. João nasceu dia 12 de junho de 1920, na cidade de Salto Grande, próximo à Ourinhos, na divisa dos estados de São Paulo e Paraná. Filho de Agostinho Ribeiro de Carvalho e Laura Rosa da Cruz, ambos falecidos. Sua madrasta foi Francisca Nunes de Carvalho. Ele a chamava carinhosamente de Vó Chiquita. Padre João tem 8 irmãos, 5 mulheres e 3 homens. Ele é o mais velho.

João de Carvalho fez seu curso fundamental em Santo Grande. Sempre quis ser sacerdote para servir ao povo. No dia 7 de setembro de 1936, o Padre Vítor Coelho de Almeida, redentorista, de saudosa memória, o levou para o Seminário Santo Afonso, em Aparecida. Terminou o Seminário em dezembro de 1942. Em 1943, fez o Noviciado em Pindamonhangaba, onde fez a Profissão Religiosa na Congregação do Santíssimo Redentor a 2 de fevereiro de 1944. Fez o Seminário Maior em Tietê de 1944 a 1949. Fez a Profissão Perpétua, em Tietê, a 2 de fevereiro de 1947. Foi ordenado sacerdote em Sorocaba SP, a 6 de janeiro de 1949, por Dom José Carlos de Aguirre, Bispo de Sorocaba. Celebrou sua primeira Missa Solene em Salto Grande, a 9 de janeiro de 1949.

O neo-sacerdote completou os estudos a 31 de dezembro de 1949, iniciando sua Vida Apostólica em Aparecida, como Vigário Cooperador no Santuário e na Paróquia. Desempenhou a missão de catequista. Foi também redator do jornal Santuário de Aparecida. Aí ficou até o primeiro semestre de 1951. No segundo semestre de 1951 fez o 2º Noviciado Pastoral em Pindamonhangaba, um ano de preparação para pregar Missões Populares. Sua primeira missão popular foi na cidade de Lins, em 1951. Foi transferido para Cachoeira do Sul, RS, em 1952. Permaneceu lá 4 anos como missionário itinerante. Pregou missões populares em todo o Rio Grande do Sul. Em 1955, foi transferido para Goiânia. Lá pregou muitas missões populares, permanecendo até 1959.

8020658604_64dd36aca6_o

De 1959 a 1961, Padre João foi Superior da Comunidade e Reitor da Igreja de Santa Cruz, em Araraquara, onde fez um trabalho excelente incentivando muito as Novenas Perpétuas. Terminou a reforma da Igreja, iniciada pelo Padre Miguel Posse. Aqui, em Araraquara, na Igreja Santa Cruz, encontrou a Novena Perpétua com dois exercícios ou horários. Em 3 anos aumentou para 9 novenas às quartas-feiras, sendo uma delas transmitida pela Rádio Cultura. Durante sua estada em Araraquara, fundou uma livraria católica, que atende o povo da cidade e da região.

De 1962 a 1964 morou na Comunidade Redentorista do Jardim Paulistano, em São Paulo, onde retornou às missões, que sempre ele amou. Até hoje tem saudades de seu trabalho nas missões. De 1965 a 1967 foi Superior da Comunidade e Reitor do Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em São João da Boa Vista. Foram três anos de intenso trabalho evangelizador e eclesial. Em 1968 voltou a ser missionário, morando em Araraquara.

A pedido do governo provincial, no ano escolar europeu de 1969-1970 fez curso de Pastoral Missionária, no Instituto Superior de Pastoral, em Madri, na Espanha. Retornando da Europa, a vida do Padre João foi de um verdadeiro peregrino. Ele voltou para as missões populares, morando em São João da Boa Vista. Foi eleito Conselheiro Provincial no triênio de 1973 a 1975, morando em São Paulo, na Casa Provincial, mas trabalhando também nas Missões. Em 1976, foi transferido para Araraquara, como missionário. Em 1979, Padre João foi nomeado Superior da Comunidade e Reitor da Igreja de Santa Cruz. Em 1982 foi transferido para Aparecida, dedicando-se ao apostolado com os romeiros na Basílica de Nossa Senhora Aparecida.

Pe. João Ribeiro Carvalho

Em 1985, Padre João voltou para Araraquara, dedicando-se à Pastoral na Igreja de Santa Cruz. Dia 02 de fevereiro de 1994, ele celebrou o Jubileu de Ouro de Profissão Religiosa. Em janeiro de 1997 foi transferido para São João da Boa Vista, para a pastoral do Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Dia 6 de janeiro de 1999, celebrou seu Jubileu de Ouro de Sacerdócio.

Em 2000 foi transferido novamente para Araraquara. Dia 2 de fevereiro de 2004 celebrou seu Jubileu de 60 anos de Profissão Religiosa. Em 6 de janeiro de 2009 comemorou seu Jubileu de 60 anos de Ordenação Sacerdotal. A missa do domingo celebrou os 90 anos de Padre João, aniversário ocorrido na véspera, dia 12. Seus familiares, parentes, confrades, amigos e araraquarenses viram ainda Padre João receber o título de Cidadão Araraquarense da Câmara Municipal de Araraquara.

padrejo_ocarvalho

A solenidade contou com as presenças dos Vereadores Elias Chediek (PMDB), Juliana Damus (PP) e Roberval Fraiz (PRB); Márcio Santos representando o Prefeito Marcelo Barbieri (PMDB); O Superior Provincial dos Redentoristas, Padre Luis Rodrigues Batista; além da madrasta de Padre João, Vó Chiquita, Francisca Nunes de Carvalho, de 101 anos.

Os redentoristas chegaram a Araraquara em 21 de setembro de 1920. Por isso, completaram 90 anos de presença missionária (2010).

pejoaomateria inter